quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Be A Hollow Bamboo (Osho)

A Meditação das Meditações...



This is one of Tilopa’s special methods. Every master has his own special method through which he has attained, and through which he would like to help others. This is Tilopa’s specialty: Like a hollow bamboo rest at ease with your body.

A bamboo: inside completely hollow. When you rest, you just feel that you are like a bamboo: inside completely hollow and empty. And in fact this is the case: your body is just like a bamboo and inside it is hollow. Your skin, your bones, your blood, are all part of the bamboo, and inside there is space, hollowness.

When you are sitting with a completely silent mouth, inactive, tongue touching the roof and silent, not quivering with thoughts, the mind watching passively, not waiting for anything in particular, feel like a hollow bamboo. Suddenly, infinite energy starts pouring within you. You are filled with the unknown, with the mysterious, with the divine. A hollow bamboo becomes a flute and the divine starts playing it. Once you are empty then there is no barrier for the divine to enter in you.

Try this. This is one of the most beautiful meditations, the meditation of becoming a hollow bamboo. You need not do anything else. You simply become this, and all else happens. Suddenly you feel something is descending in your hollowness. You are like a womb and a new life is entering in you, a seed is falling. And a moment comes when the bamboo completely disappears.

Rest at ease — don’t desire spiritual things, don’t desire heaven, don’t desire even God. When you are desireless, you are liberated. Buddhahood cannot be desired, because desiring is the hindrance. When the barrier is not, suddenly Buddha explodes in you. You have the seed already. When you are empty, space is there; the seed explodes.

There is nothing to give, there is nothing to get. Everything is absolutely okay…as it is. There is no need for any give and take. You are absolutely perfect as you are.

You need not become anything; simply realize who you are, that’s all. Simply realize who is hidden within you. Improving, whatsoever you improve, you will always be in anxiety and anguish because the very effort to improve is leading you on a wrong path. It makes the future meaningful, a goal meaningful, ideals meaningful, and then your mind becomes a desiring.

Desiring, you miss. Let desiring subside, become a silent pool of nondesiring — and suddenly you are surprised, unexpectedly it is there. And you will have a belly laugh, as Bodhidharma laughed.

What is to be practiced then? To be more and more at ease. To be more and more here and now. To be more and more in action, and less and less in activity. To be more and more hollow, empty, passive. To be more and more a watcher — indifferent, not expecting anything, not desiring anything. To be happy with yourself as you are. To be celebrating.

And then, any moment — any moment when things ripen and the right season comes — you bloom into a buddha.


Osho, Tantra: The Supreme Understanding, Talk #4 (http://oshotimes.blog.osho.com/2012/12/be-a-hollow-bamboo/)

sábado, 8 de dezembro de 2012

Bazar de Natal do Espaço Sol

Numa altura em que viajamos a bordo de uma Energia de Mudança, o Espaço Sol propõe mais um desafio sorridente! Que tal celebrarmos um Natal em plena Consciência Individual para assim trazermos um contributo verdadeiramente genuíno e positivo à Consciência Colectiva? Como? Em vez de embarcarmos na azáfama e ausência de Alma dos centros comerciais, convidamos todas e todos a virem ao nosso Bazar de Natal onde teremos terapeutas, criadores e artesãos com os quais poderão encontrar o Presente mais harmonioso para si e para os seus.

O convite está feito!

De Coração Aberto cá estaremos para vos receber!

Muita Luz e Amor
(Ilustração: Sara Teixeira, http://sarateixeira.com/)

Bancas, Actividades, Palestras, Tertúlias e… Bom Coração!

Domingo, 16 de Dezembro, das 10h às 21h!

Espaço Sol
Rua António Sardinha, nº6 loja Esq. Santana-Sesimbra

Contribuição: 5 Sóis!


Actividades:

10h ABERTURA

11h Oficina de malhas e tricot: " Vamos brincar com lãs e agulhas". com Cila Silva

12h Mini workshop de Origami. Para aprender a fazer algumas figuras através da dobragem de papel nesta arte japonesa. Além de uma aplicação prática e estética desta técnica, é de salientar os efeitos terapêuticos, ocupacionais, e de estímulo intelectual que este tipo de trabalho desenvolve. com Marcela Manso

15h Mini workshop de Ilustração "Aguarelas da Alma": através dos materiais e das cores sentir as tonalidades da Alma e expressá-las no papel. Sara Teixeira

17h Tertúlia sobre Cristais. Dicas práticas sobre o uso dos cristais no dia-a-dia. O que usar e como usar. Patrícia Gonçalves

18h Palestra: "A espiritualidade como cura para os relacionamentos". Abordar formas de as pessoas dinamizarem os seus relacionamentos (amizades, profissionais, casais, relacionamentos do eu interior...) David Justino

19h Tertúlia sobre Hipnose Clínica. Desmistificar a prática e experimentar alguns exercícios. Amanda Westerman

20h Meditação livre em grupo Nuno e Joel

21h ENCERRAMENTO

sábado, 1 de dezembro de 2012

Mais Osho

Frases de Osho, do livro "Coragem. A Alegria de Viver Perigosamente".

Luz e Abraço!

A sabedoria surge através do encontro do coração e do intelecto. E quando aprender a arte de criar uma sintonia entre as batidas do seu coração e as obras do sue intelecto, terá nas mãos o segredo completo, a chave-mestra, para abrir todos os mistérios.

As pessoas que têm medo são as pessoas capazes de um enorme amor.

As pessoas que têm medo de ser amadas continuam a ser infantis, continuam a ser imaturas, continuam verdes. Só o fogo do amor o fará amadurecer.

Uma das leis fundamentais da vida é esta: tudo aquilo que esconder, continuará a crescer e tudo aquilo que expuser, se for mau, desaparecerá, evaporar-se-á, e se for bom será nutrido. Acontece exactamente o contrário quando esconde alguma coisa. O bom começa a morrer porque não é alimentado; precisa de vento, da chuva e do sol. Precisa de dispor de toda a natureza. Só pode crescer com a verdade, alimenta-se com a verdade.

(Ao ReDoR dAs CORes, Jehoel)

domingo, 25 de novembro de 2012

Guerreiro da Luz (Paulo Coelho)

"...Então eu Repito.. Os Guerreiros da Luz reconhecem-se pelo Olhar. Estão no Mundo, fazem parte do Mundo, e ao Mundo foram enviados sem alforges e sem sandálias.Muitas vezes são covardes.Nem sempre agem correctamente.

Os Guerreiros da Luz sofrem por tolices,preocupam-se com coisas mesquinhas, julgam-se incapazes de crescer.Os Guerreiros da Luz, de vez em quando,crêem-se indignos de qualquer benção ou milagre.

Os Guerreiros da Luz,com frequência interrogam-se sobre o que fazem aqui...

Muitas vezes acham que as suas vidas não têm sentido.

Por isso...são Guerreiros da Luz.

Porque erram

Porque interrogam

Porque continuam a procurar um sentido..

...e acabarão por encontrá-lo"



terça-feira, 20 de novembro de 2012

Uma frase daquelas...

Uma frase daquelas...

"Busca o que mais temes, beija-o na boca e sê feliz para sempre." (Paulo Borges)


(Caminho Certo, Jehoel)

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Wait For The Brick / À Espera do Tijolo

Bom dia!

Partilhando um texto que me chegou por um amigo, Dada D!

Luz e Abraço Gente


Inspirational God Story : Wait For The Brick

A young and successful executive was traveling down a neighborhood street, going a bit too fast in his new Jaguar. He was watching for kids darting out from between parked cars and slowed down when he thought he saw something. As his car passed, no children appeared. Instead, a brick smashed into the Jag's side door! He slammed on the brakes and drove the Jag back to the spot where the brick had been thrown. The angry driver then jumped out of the car, grabbed the nearest kid and pushed him up against a parked car, shouting, "What was that all about and who are you? Just what the heck are you doing? That's a new car and that brick you threw is going to cost a lot of money. Why did you do it?" The young boy was apologetic. "Please mister ... please, I'm sorry... I didn't know what else to do," he pleaded. "I threw the brick because no one else would stop..." With tears dripping down his face and off his chin, the youth pointed to a spot just around a parked car. "It's my brother," he said. "He rolled off the curb and fell out of his wheelchair and I can't lift him up." Now sobbing, the boy asked the stunned executive, "Would you please help me get him back into his wheelchair? He's hurt and he's too heavy for me." Moved beyond words, the driver tried to swallow the rapidly swelling lump in his throat. He hurriedly lifted the handicapped boy back into the wheelchair, then took out his fancy handkerchief and dabbed at the fresh scrapes and cuts. A quick look told him everything was going to be okay. "Thank you and may God bless you," the grateful child told the stranger. Too shook up for words, the man simply watched the little boy push his wheelchair-bound brother down the sidewalk toward their home. It was a long, slow walk back to the Jaguar. The damage was very noticeable, but the driver never bothered to repair the dented side door. He kept the dent there to remind him of this message: Don't go through life so fast that someone has to throw a brick at you to get your attention! God whispers in our souls and speaks to our hearts. Sometimes when we don't have time to listen, He has to throw a brick at us. It's our choice: Listen to the whisper ... or wait for the brick!

Today we live in a world that is so interconnected but we have missed the real connection with our own self consciousness….which is always speaking to us. But our relatively physical electronic equipment connections have messed up our heads that we don’t pick the subtle signals that come from a higher subtle superpower. Take time to reconnect to the higher source and build a better self When you practice meditation regularly you are staying connected, its just a thought a way! So easy but we forget that there is this higher power all around us all the time…

I always share this analogy of two fish while swimming, meet face to face and one of them ask the other , “ I am thirsty can you get me some water.” hehehehe….. this is how we life our lives.

Forgetting that the grace is all round us, like the air we breath. You don’t forget to breath because there is a subtle mechanism that does not allow that to happen so we can continue to breath without thinking about it. Because we don’t not think about it, we forget how precious air is for our existence we take breathing for granted.

This is the reason we don’t remember the higher force. We are too busy with our mundanes activities of the world. To remain constant consciousness awareness with the Superpower, in order to stay connected all the time, we need a mechanism that will allow our minds to keep constant touch. That mechanism is sadhana when we install a system within our minds through daily practice it will become automatic. Try it for a week and experiment it. Take 10 mins a day in the morning and 10 min a day in evening and still your mind. Remain silently aware and focus on the Supreme consciousness that is around you like the air we breath. Feel the vibrations of the universe pulsating before your very senses,. feel it throughout your body and than bring all that feeling to a point close to the center of your chest. To see that you have to close your physical eyes and see with your inner eye. When you are consciousnessly aware your energy emanates to all …love will flow. And what is LOVE ? LOVE ….Life’s Origin is Vibrational Eternal

If any of you want to know more about please let me know personally ….

Dada D



Uma História Inspiradora: À Espera do Tijolo

Um jovem bem sucedido passeava por um bairro residencial no seu novo Jaguar. Ele prestava atenção às crianças que poderiam aparecer entre os carros estacionados e abrandava. Mas, em vez de crianças, um tijolo danificou a porta do seu carro. Ele travou e recuou até onde foi atingido. Furioso, saltou do carro e agarrou o miúdo mais próximo e empurrou-o contra o parque de estacionamento aos gritos: “Que diabo é que tu fizeste? Es te carro é novo e o tijolo que atiraste vai custar imenso dinheiro. Por que é que o fizeste?” O rapaz desculpou-se. “Por favor senhor …, lamento... não sabia que mais fazer”, disse. “Eu atirei o tijolo, porque ninguém parava...” Com lágrimas a escorrer pelo rosto e queixo, o miúdo apontou para um sítio ao pé de um carro estacionado. "É o meu irmão," disse ele. “Caiu da cadeira de rodas e eu não o consigo levantar”. A soluçar pediu ao executivo: “Pode por favor ajudar-me a voltar a sentá-lo na cadeira? Ele está magoado e é demasiado pesado para mim”. Emocionado o homem engoliu em seco e rapidamente levantou o jovem deficiente. Depois pegou no seu lenço sofisticado e limpou os cortes e feridas. Percebeu que tudo ficaria bem. “Obrigada e que Deus o abençoe”, disse a criança . Demasiado emocionado para falar, o homem ficou simplesmente a observar o pequeno rapaz a empurrar a cadeira de rodas do irmão em direcção a casa. Foi um longo e lento regresso ao Jaguar. Os estragos eram notórios, mas o condutor não se preocupou em repará-los. Manteve-os para se lembrar da mensagem: Não atravesses a vida tão depressa que alguém tenha que te atirar um tijolo para que prestes atenção!” Deus apela nas nossas almas e fala ao nosso coração. Por vezes, quando não temos tempo para ouvir, Ele tem que nos atirar tijolos. A escolha é nossa: Ouvir o apelo … ou esperar pelo tijolo!

Vivemos num mundo em que tudo está inter-relacionado, mas esquecemos a comunicação real com a nossa consciência … que está sempre a falar connosco. O nosso equipamento de comunicações relativamente físico baralha-nos as nossas cabeças de forma que não reconhecemos os sinais subtis que vêm de um plano superior. Tome tempo para se reconectar com a força suprema e transformar-se numa pessoa melhor. Quando pratica meditação regularmente, fica conectado – é só um caminho duro!

Eu partilho sempre a analogia dos dois peixes que enquanto nadavam se encontraram cara a cara e eum pergunta ao outro: “Tenho sede. Podes trazer-me alguma água?” Hehehehhehe. Esta é a nossa vida.

Esquecemos a graça que nos rodeia como o ar que respiramos. Não se esqueça de respirar porque há um mecanismo subtil que nos impede de o fazer de forma a que o continuemos a fazer sem pensar nisso. E por que não pensamos, esquecemos o quão precioso é o ar para a nossa existência e tomamo-lo como adquirido.

Esta é a razão porque não nos lembramos da força superior. Estamos demasiadamente ocupados com as nossas actividades mundanas. Para ficar constantemente conscientes e conectados, precisamos de criar mecanismos que permitam às nossas mentes ficar em contacto. O mecanismo é o shadana. Experimente por uma semana – dez minutos por dia, uma vez de manhã e outra à noite. Fique em silêncio, atento e concentrado na consciência suprema que está à sua volta como o ar que respira. Sinta as vibrações do universo pulsar através dos seus sentidos e por todo o corpo. Traga essa sensação até ao peito. Para o sentir, terá que fechar os seus olhos físicos e activar o mental. Quando estiver consciente, a sua energia emanará... e o amor fluirá. E o que é o Amor? O amor … A origem da vida é vibração eterna.

Se alguém quiser saber mais, por favor contacte-me pessoalmente.

Dada D

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Meditação, Cura e Crescendo do Pulsar Espiritual

Minha Gente,

Venho convidar-vos a olharem para dentro e a sentir. No próximo dia 18 de Novembro (e provavelmente também a 23 ou 24, ainda por acertar...) em Sesimbra, no Espaço Sol, teremos um dia dedicado à Meditação, à Cura e ao Crescer do Pulsar Espiritual!

Pode ser bom para quem já fez os cursos de Meditação, Natureza da Mente, Reiki e todos os “afins” que no fundo só querem falar da Energia Primordial.

A ideia é passarmos um dia, entre as 10h e as 16h em partilha, aprofundamento de exercícios que já foram vistos, desenvolvimento de outros tantos, e algo mais…

O Valor de troca é de 25 Contemplações, e apesar do chá e bolachinhas, fica a sugestão de que cada pessoa traga algo para se amaciar a barriginha de modo a termos um lanche partilhando as vibrações de todos e todas!

Sintam-se à vontade para aparecer, de Alma e Coração!

Vosso…

Luz e Abraço

 

domingo, 7 de outubro de 2012

Circulo de Meditação - Tom da Terra e Espaço Sol

A Eco Escola Tom da Terra e o Espaço Sol vêm convidar todos e todas, miúdos e graúdos, a participaram na Meditação de Grupo dedicada ao novo ano lectivo!

Somos Seres de Energia num Universo de Energias em Movimento onde a intenção Individual de cada pessoa conta muito! Por sentirmos e acreditarmos nisso lançamos este desafio… Juntem-se a nós no próximo dia 12 de Outubro a partir das 20h30, no recinto da escola, para uma roda de Meditação pela Alegria, Abundância e Abertura de Consciência, não só de todo o grupo envolvido neste projecto, educadores, pais e filhos, mas também pelo nosso Planeta que neste momento, mais do que nunca, bem precisa.

Cá estaremos para vos receber de Coração e Sorrisos abertos!

Um Bem-haja!

Valor de troca: "5 sóis"


quinta-feira, 20 de setembro de 2012

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Danças de Beleza (Daniel Wurtzel)

Boas, minha Gente!

Porque a Alma se alimenta de Beleza, aqui fica um pedaço do trabalho de um tal de Daniel Wurtzel e que muito gostei!

Luz e Abraço, Bom Coração!


sábado, 8 de setembro de 2012

Workshop: Meditação e Natureza da Mente

A via da Contemplação para a aquisição de conhecimento Individual e Universal é mais procurada no Ocidente.

Isso explica a torrente de filosofias e técnicas contemplativas que recentemente têm sido importadas do Oriente.

A verdade é que, mudando-se nomes e detalhes, a maior parte dessas abordagens à meditação centram-se nos mesmos fundamentos.

O objectivo deste workshop é apresentar os princípios fundamentais da prática meditativa numa perspectiva holística, isto é, desassociada de credos ou dogmas. Nesse sentido exploram-se duas grandes formas de meditação:
- em Quietude;
- e em Movimento.

Meditar em quietude é fundamental, mas a sua prática torna-se bem mais frutuosa depois de ser feito um processo de limpeza individual. A pessoa deve primeiro libertar-se da acumulação de materiais reprimidos resultante de heranças kármicas assim como de estilos de vida baseados em “deveres e obrigações”. As meditações em movimento, que englobam desde dança a outros processos expressivos, são uma forma de levar a cabo essa limpeza e fomentar a autenticidade. Assim pretende-se transmitir integradamente formas de meditação enquadradas nestes dois tipos.

Este workshop tem também uma importante componente de harmonização e realinhamento energético já que, consistindo numa dinâmica de grupo, facilita a elevação da energia individual de cada pessoa a um ponto em que lhe é

permitido fazer um importante trabalho terapêutico e de desenvolvimento pessoal.

Local: Espaço Sol em Sesimbra-Santana

Monitor: Joel Machado (educarparaaespiritualidade.blogspot.com).

Duração: Duas sessões (aproximadamente 6h cada) com refeição incluída.

Datas: 1ª parte: 05 de Outubro (10h-16h); 2ª parte: 13 de Outubro (10h-16h).

Contribuição: 35 'Contemplações' por sessão.



''Tudo no universo está dentro de você. Pergunte tudo a partir de si mesmo.''
Rumi

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Campo Electromagnético da Terra

Excerto de um interessante documentário sobre o campo electromagnético da terra.

Para apreciar!

Luz e Abraços


domingo, 15 de julho de 2012

Festa do Espaço Sol na EcoEscola Tom da Terra... Obrigado!

Que dizer!? Obrigado! Uma Vénia a toda a gente que coloriu a Festa do Espaço Sol na EcoEscola Tom da Terra!

 ("Caminho Certo", Jehoel)

"Ninguém pode sonhar por ti"... Tão-pouco concretizar! Concretizado está, "Caminho Certo"!

Luz e abraço

segunda-feira, 9 de julho de 2012

"Nature loves courage (...)"

"Nature loves courage. You make the commitment and nature will respond to that commitment by removing impossible obstacles. This is the trick. This is what all these teachers and philosophers who really counted, who really touched the alchemical gold, this is what they understood. This is the shamanic dance in the waterfall. This is how magic is done. By hurling yourself into the abyss and discovering its a feather bed."


Sessão de Jazz na "Pensão do Amor"! Querem melhor? Não há! ;)

Espiritualizar a Alma através dos ouvidos!

Sessão de Jazz na Pensão do Amor! Querem melhor? Não há!

Dia 11 pelas 22h30! Rua do Alecrim, 19, 1200-292 Lisbon, Portugal

Tiago Machado Quarteto

Tiago Machado - Guitarra
Pedro Nobre - Piano
André Rosinha - Contrabaixo
Vasco Furtado - Bateria

Entrada Livre!



Luz e Abraço



terça-feira, 3 de julho de 2012

Atelier Aberto! Sara na Lua e João Gomes!

Oi, Gente!

Arte e Espiritualidade!? Sim! Vejam se sentem o apelo interior de aparecer no atelier da Sara na Lua e do João Gomes cheio de "brinquedos" para a Alma!

Dias 7 e 8 de Julho das 11h às 19h30! Ficou a sugestão!

sábado, 23 de junho de 2012

Coragem de Ser

Our deepest fear is not that we are inadequate. Our deepest fear is that we are powerful beyond measure. It is our light, not our darkness, that most frightens us. We ask ourselves, who am I to be brilliant, gorgeous, talented, and fabulous? Actually, who are you not to be? You are a child of God. You’re playing small doesn't serve the world. There's nothing enlightened about shrinking so that other people won't feel insecure around you. We are all meant to shine, as children do. We are born to make manifest the glory of God that is within us. It's not just in some of us, it's in everyone. And as we let our own light shine, we unconsciously give other people permission to do the same. As we are liberated from our own fear, our presence automatically liberates others.

Mariann Williamson

 

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Porque hoje é dia do mau feitio: A Origem da Gravata

Hoje o rapaz deve estar particularmente jocoso, por isso aqui vai:

Será que ainda ninguém reparou que os "grandes senhores" precisam de usar um objecto de natureza fálica atado ao pescoço para se sentirem seguros da sua posição!?
 


Luz e Amor, minha Gente!

Monges Tibetanos de Gaden Shartse em Portugal

O Tour Mundial pela Paz está de volta a Terras Lusas. Depois do sucesso que esta digressão teve em 2010, eis uma nova oportunidade de conhecer este grupo de monges vindo do Mosteiro de Gaden Shartse e abençoado por Sua Santidade o Dalai Lama.

De acções culturais a actividades terapêuticas, são inúmeras as possibilidades de experienciar uma forma de estar diferente, mas que até nos pode dizer cada vez mais neste momento actual de síntese entre Ocidente e Oriente!

Podem encontrar informação mais detalhada no site da Inkarri!

terça-feira, 19 de junho de 2012

Festa do Espaço Sol e EcoEscola Tom da Terra

Saudações, Gente!

Espero que esteja tudo em Beleza!

Venho convidar-vos a participarem na Festa do Espaço Sol e EcoEscola Tom da Terra, em Sesimbra, no próximo dia 14 de Julho a partir das 18h!

O Espaço Sol é um centro integral: Fisioterapia, Psicologia, Terapias Holísticas, Yoga, Meditação, entre outras actividades. Visa tão simplesmente ajudar cada pessoa a encontrar as suas próprias vias e instrumentos para chegar à alegria e bem-estar que lhe pertencem por direito!

A Eco-escola Tom da Terra é um projecto em crescimento, hoje pioneiro mas amanhã exemplar. Porquê? Porque pratica no presente uma visão de futuro:
Educar para o respeito ao próximo...
Educar para a cooperação...
Educar para a sustentabilidade...
Educar para a comunhão com a Natureza...
Educar para fazer florir o melhor em cada Ser...

Acredito que muitos e muitas de vocês hão-de gostar de saber mais acerca do projecto e pessoas envolvidas, e quem sabe até mesmo colaborar, servir ou ajudar com aquilo que haverá de único em vós. Nesse caso sintam-se à vontade para contactar!

O valor pela participação, 6EuroSustentáveis, reverte essencialmente a favor da EcoEscola e para cobrir custos de organização! Se quiserem participar, passar um bom bocado, basta que entrem em contacto com:
para reservar o vosso lugar! Nós cá estaremos esperando de braços abertos!

Podem encontrar detalhes sobre o programa e local da festa na imagem que aparece já a seguir!

Luz, Beijos, Abraços! 


domingo, 29 de abril de 2012

Frase do dia, para os dias...

Da peça de teatro AGAMÉMNON, de Gonçalo Waddington, aqui fica a frase do dia, para os dias:

"Se nunca te entregaste a ninguém, sobrevalorizas-te, se te entregas ao primeiro que te aparece, desprezas-te..." 


Documentário: "Magnetic Storm" NOVA - Earth's Weakening Magnetic Field & Pole Reversal

A ciência Experimental vale pelo que vale, mas não deixam de ser interessantes este tipo de hipóteses e especulações! Vai pelo "divertimento"! Luz e Abraço

quinta-feira, 26 de abril de 2012

segunda-feira, 23 de abril de 2012

"Things Aren't Always As They Seem"

Uma alegoria que gostei! Aqui fica!

Bom Coração!

Luz e Abraço



Things Aren't Always As They Seem

Two traveling angels stopped to spend the night in the home of a wealthy family. The family was rude and refused to let the angels stay in the mansion's guest room. Instead the angels were given a small space in the cold basement. As they made their bed on the hard floor, the older angel saw a hole in the wall and repaired it. When the younger angel asked why, the older angel replied, "Things aren't always what they seem." The next night the pair came to rest at the house of a very poor, but very hospitable farmer and his wife. After sharing what little food they had the couple let the angels sleep in their bed where they could have a good night's rest. When the sun came up the next morning the angels found the farmer and his wife in tears. Their only cow, whose milk had been their sole income, lay dead in the field. The younger angel was infuriated and asked the older angel how could you have let this happen? The first man had everything, yet you helped him, she accused. The second family had little but was willing to share everything, and you let the cow die. "Things aren't always what they seem," the older angel replied. "When we stayed in the basement of the mansion, I noticed there was gold stored in that hole in the wall. Since the owner was so obsessed with greed and unwilling to share his good fortune, I sealed the wall so he wouldn't find it." "Then last night as we slept in the farmers bed, the angel of death came for his wife. I gave him the cow instead. Things aren't always what they seem."

quinta-feira, 12 de abril de 2012

"Inside Job"?

"Hapiness is Always an Inside Job"? Com certeza!

(Imagem tirada no Facebook da comunidade "Unconditional Love")

sexta-feira, 23 de março de 2012

Transportes públicos: A Orgia da “Privataria”!

2,05Eur! É preço cobrado pela CP para quem quiser deslocar-se de Sintra ao Rossio. No caso de ida e volta o valor dobra e teremos 4,10Eur! Um “absurdo”, era o que dizia um turista espanhol, depois de já ter achado caríssimas as entradas para o Palácio da Pena e Castelo dos Mouros. “Assim dificilmente se volta a um lugar por mais bonito que seja”, rematou.

Mas se o turismo perde, sem problemas porque dá a impressão que só é bem-vindo quem tem dinheiro para pagar avultadas centenas de euros por uma noite no Palácio de Seteais, o que dizer do cidadão português em geral? Então num país onde o salário mínimo não chega aos 500Eur, onde os salários médios raramente passam dos 700Eur vai se exigir às pessoas que disponham de mais ou menos um quarto dos seus salários para transportes públicos? Então e a renda de casa, a alimentação, já para não falar no lazer e bem-estar que não é algo a que só têm direito os abastados em cifrões, como se esses tivessem mais direito ao ar que se respira do que os de carteiras parcas?

Mas isto continua. É que essa subida obscena dos tarifários nos transportes é só o passo final antes da privatização de uma rede de caminhos de ferros que é hoje, em termos de estruturas e equipamentos, uma das melhores da Europa. Durante anos os contribuintes, vulgo ovelhas (?), pagaram para renovar a CP, para sustentar os privilégios injustificados dos empregados em geral, para engordar os salários faraónicos dos seus gestores que, não obstante, sempre foram batendo recordes de prejuízos acumulados. Durante anos os contribuintes pagaram para criar uma rede moderna que vai ser, literalmente, oferecida às garras do sector privado que não é mais do que uma extensão dos administradores que lá estão agora. Mas não é isto o que mais choca, acaba por ser óbvio porque é um modus operandi vulgar e até relativamente rudimentar. O que perplexifica é ver a “passividade” da população em geral que vai aceitando, enfardando, como quem cede o seu próprio sangue a vampiros sem sequer questionar.

Não seria de bom senso dizer que não? Que basta? Os abusos de autoridade, os atropelos à Liberdade e à Dignidade vão chegar até onde cada pessoa permitir que chegue. É acima de tudo uma questão de amor-próprio. Alguém tem? Quem tem? Sendo assim, porque não agir consciente e positivamente, agora, para a concretização de uma mudança rumo à equanimidade?

Não me revejo em todos os elementos desta acção, mas talvez não seja mesmo possível fazer-se uma omeleta sem se quebrar uns ovos, por isso, aqui a partilho: http://boicoteaostransportes.weebly.com/index.html


quarta-feira, 21 de março de 2012

"Calma" (André Luiz psicografado por Chico Xavier)

Se você está no ponto de estourar mentalmente,silencie alguns instantes para pensar.

Se o motivo é moléstia no próprio corpo, a intranqüilidade traz o pior.

Se a razão é enfermidade em pessoa querida, o seu desajuste é fator agravante.

Se você sofreu prejuízos materiais, a reclamação é bomba atrasada, lançando caso novo.

Se perdeu alguma afeição, a queixa tornará você uma pessoa menos simpática junto de outros amigos.

Se deixou alguma oportunidade valiosa para trás, a inquietação é desperdício de tempo.

Se contrariedades aparecem, o ato de esbravejar afastará de você o concurso espontâneo.

Se você praticou um erro, o desespero é porta aberta a faltas maiores.

Se você não atingiu o que desejava, a impaciência fará mais larga a distância entre você e o objetivo a alcançar.

Seja qual for a dificuldade, conserve a calma, trabalhando, porque, em todo problema, a serenidade é o teto da alma, pedindo o serviço por solução.


André Luiz psicografado por Chico Xavier


segunda-feira, 5 de março de 2012

Excelente Palestra sobre Consciência e Morte!

Ora aqui estão 53 minutos e 51 segundos que me parecem valer mesmo a pena!

Muita Luz!


Exercício para estimular o Timo!

A quem tiver o "Coração" adormecido aqui fica um exercício para estimular o Timo!

Muita Luz e Bom Coração (ou Timo,)!




No meio do peito, bem atrás do osso que une as costelas, fica uma pequena glândula chamada timo. Seu nome em grego, thýmos, significa energia vital. Ele cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando estressamos e mais ainda quando adoecemos. Essa característica iludiu durante muito tempo a medicina, que só conhecia através de autópsias e sempre o encontrava encolhido. Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu "tamanho anormal" poderiam causar problemas.

Mais tarde a ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativo; é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à consciência e à linguagem. Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora. Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos. Amor e ódio o afetam profundamente. Idéias negativas têm mais poder sobre ele do que vírus ou bactérias. Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes. Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral em todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas.

Um teste simples pode demonstrar essa conexão. Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k, aperte com força e peça para alguém tentar abrí-los enquanto você pensa "estou feliz". Depois repita pensando "estou infeliz". A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a idéia feliz e enfraquece quando pensa infeliz. As reações são consideradas respostas do timo e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.

O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de espírito..." Fiquei de coração apertadinho", por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração. O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem mais a ver com o timo do que com o coração- e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.

Se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem estar e felicidade. Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir.
  1. Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada.
  2. Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo assim: uma forte e duas fracas. Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica.
O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta.


Fonte: http://pt.shvoong.com/medicine-and-health/1675425-timo/#ixzz1oCATQznG

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Sobriedade sobre 2012 e o Calendário Maia

Olá, Gente!

Um texto que me parece que vale a pena ler e quem saber ir relendo, pela simplicidade e sobriedade que traz consigo!

Tudo de bom!

Muita Luz e Bom Coração




What the Mayan Elders are Saying About 2012 by Carlos Barrios

Carlos Barrios, Mayan elder and Ajq'ij (is a ceremonial priest and spiritual guide) of the Eagle Clan. Carlos initiated an investigation into the different Mayan calendars circulating. Carlos along with his brother Gerardo studied with many teachers and interviewed nearly 600 traditional Mayan elders to widen their scope of knowledge.

Carlos found out quickly there were several conflicting interpretations of Mayan hieroglyphs, petroglyphs, Sacred Books of 'Chilam Balam' and various ancient text. Carlos found some strong words for those who may have contributed to the confusion:

Carlos Barrios: "Anthropologists visit the temple sites and read the inscriptions and make up stories about the Maya, but they do not read the signs correctly. It's just their imagination. Other people write about prophecy in the name of the Maya. They say that the world will end in December 2012. The Mayan elders are angry with this. The world will not end. It will be transformed."

"We are no longer in the World of the Fourth Sun, but we are not yet in the World of the Fifth Sun. This is the time in-between, the time of transition. As we pass through transition there is a colossal, global convergence of environmental destruction, social chaos, war, and ongoing Earth Changes."

He continues: "Humanity will continue, but in a different way. Material structures will change. From this we will have the opportunity to be more human. We are living in the most important era of the Mayan calendars and prophecies. All the prophecies of the world, all the traditions are converging now. There is no time for games. The spiritual ideal of this era is action."

Carlos tells us: "The indigenous have the calendars and know how to accurately interpret it -- not others. The Mayan Calendars comprehension of time, seasons, and cycles has proven itself to be vast and sophisticated. The Maya understand 17 different calendars such as the Tzolk'in or Cholq'ij, some of them charting time accurately over a span of more than ten million years.


"All was predicted by the mathematical cycles of the Mayan calendars. -- It will change --everything will change. Mayan Day-keepers view the Dec. 21, 2012 date as a rebirth, the start of the World of the Fifth Sun. It will be the start of a new era resulting from and signified by the solar meridian crossing the galactic equator and the Earth aligning itself with the center of the galaxy."

At sunrise on December 21, 2012 for the first time in 26,000 years the Sun rises to conjunct the intersection of the Milky Way and the plane of the ecliptic. This cosmic cross is considered to be an embodiment of the Sacred Tree, The Tree of Life, a tree remembered in all the world's spiritual traditions.

Some observers say this alignment with the heart of the galaxy in 2012 will open a channel for cosmic energy to flow through the Earth, cleansing it and all that dwells upon it, raising all to a higher level of vibration. Carlos reminds us: "This process has already begun. Change is accelerating now and it will continue to accelerate.

If the people of the Earth can get to this 2012 date in good shape without having destroyed too much of the Earth, we will rise to a new, higher level. But to get there we must transform enormously powerful forces that seek to block the way."

The date specified in the calendar Winter Solstice in the year 2012 does not mark the end of the world. Many outside people writing about the Mayan calendar sensationalize this date, but they do not know. The ones who know are the indigenous elders who are entrusted with keeping the tradition.

Carlos tells us: "The economy now is a fiction. The first five-year stretch of transition from August 1987 to August 1992 was the beginning of the destruction of the material world. We have progressed ten years deeper into the transition phase by now, and many of the so-called sources of financial stability are in fact hollow. The banks are weak. This is a delicate moment for them. They could crash globally, if we don't pay attention. Now, people are paying attention."

The North and South Poles are both breaking up. The level of the water in the oceans is going to rise. But at the same time land in the ocean, especially near Cuba, is also going to rise. Carlos tells a story about the most recent Mayan New Year ceremonies in Guatemala. He said that one respected Mam elder, who lives all year in a solitary mountain cave, journeyed to Chichicastenango to speak with the people at the ceremony. The elder delivered a simple, direct message. He called for human beings to come together in support of life and light.

"Right now each person and group is going his or her own way. The elder of the mountains said there is hope if the people of the light can come together and unite in some way. We live in a world of polarity -- day and night, man and woman, positive and negative. Light and darkness need each other. They are a balance."

"Just now the dark side is very strong, and very clear about what they want. They have their vision and their priorities clearly held, and also their hierarchy. They are working in many ways so that we will be unable to connect with the spiral Fifth World in 2012."

"On the light side everyone thinks they are the most important, that their own understandings, or their group's understandings, are the key. There's a diversity of cultures and opinions, so there is competition, diffusion, and no single focus."

Carlos believes the dark side works to block unity through denial and materialism. It also works to destroy those who are working with the light to get the Earth to a higher level. They like the energy of the old, declining Fourth World, the materialism. They do not want it to change. They do not want unity. They want to stay at this level, and are afraid of the next level.

The dark power of the declining Fourth World cannot be destroyed or overpowered. It's too strong and clear for that, and that is the wrong strategy. The dark can only be transformed when confronted with simplicity and open-heartedness. This is what leads to unity, a key concept for the World of the Fifth Sun.

Carlos said the emerging era of the Fifth Sun will call attention to a much-overlooked element. Whereas the four traditional elements of Earth, Air, Fire and Water have dominated various epochs in the past, there will be a fifth element to reckon with in the time of the Fifth Sun --- that element is 'ETHER'.

The dictionary defines Ether as a "hypothetical substance supposed to occupy all space, postulated to account for the propagation of electromagnetic radiation through space." Perhaps it could be defined as the "space between space". I would suggest it could be manifest as the alignment of charged particles from our solar system (Sun), and our galaxy (Milky Way) surge. The Ether element represents spiritual energy.

"The element of the Fifth Sun is celestial. Within the context of Ether there can be a joining of the polarities. No more darkness or light in the people, but an uplifted unity. But right now the realm of darkness is not interested in this. They are organized to block it. They seek to unbalance the Earth and its environment so we will be unready for the alignment in 2012."

"We need to work together for peace, and balance with the other side. We need to take care of the Earth that feeds and shelters us. We need to put our entire mind and heart into pursuing unity and unity now, to confront the other side and preserve life."

"We are disturbed -- we can't play anymore. Our planet can be renewed or ravaged. Now is the time to awaken and take action. Everyone is needed. You are not here for no reason. Everyone who is here now has an important purpose. This is a hard but a special time. We have the opportunity for growth, but we must be ready for this moment in history."

Carlos says: "The prophesied changes are going to happen, but our attitude and actions determine how harsh or mild they are. We need to act, to make changes, and to elect people to represent us who understand and who will take political action to respect the Earth."

"Meditation and spiritual practice are good, but also action. It's very important to be clear about who you are, and also about your relation to the Earth. Develop yourself according to your own tradition and the call of your heart. But remember to respect differences, and strive for unity. Eat wisely --- a lot of food is corrupt in either subtle or gross ways. Pay attention to what you are taking into your body. Learn to preserve food, and to conserve energy. Learn some good breathing techniques, so you have mastery of your breath. Be clear. Follow a tradition with great roots. It is not important what tradition, your heart will tell you, but it must have great roots."

"We live in a world of energy. An important task at this time is to learn to sense or see the energy of everyone and everything -- people, plants, animals. This becomes increasingly important as we draw close to the World of the Fifth Sun, for it is associated with the element 'ether' -- the realm where energy lives and weaves. Go to the sacred places of the Earth to pray for peace, and have respect for the Earth which gives us our food, clothing, and shelter. We need to reactivate the energy of these sacred places. That is our work."

"One simple but effective prayer technique is to light white or baby-blue colored candles. Think of a moment in peace. Speak your intention to the flame and send the light of it on to the leaders who have the power to make war or peace."

Carlos reminds us this is a crucially important moment for humanity and for Earth. Each person is important.

He said the elders have opened the doors so that other races can come to the Mayan world to receive the tradition. "The Maya have long appreciated and respected that there are other colors, other races, and other spiritual systems. They know that the destiny of the Mayan world is related to the destiny of the whole world."

"The greatest wisdom is in simplicity. Love, respect, tolerance, sharing, gratitude, forgiveness. It's not complex or elaborate. The real knowledge is free. It's encoded in your DNA. All you need is within you. Great teachers have said that from the beginning. Find your heart, and you will find your way."

Fonte: http://www.seri-worldwide.org/id435.html

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

"Prison Break"

"Our belief systems are thoughts that have become our habits that determine what we think, what we feel and how we react to life. They influence every fiber of our being. (...)

What we think can be tools for creation, give us the ability to live in inner peace or they can keep us locked in a prison. Have your beliefs locked you up in an energy jail? A place you can’t see to escape from? These energy jails act like force fields that surround the body, mind and spirit. Once in place, these force fields lock us into painful patterns not allowing us to create a new way of life. However, we need to understand that we are responsible for creating everything. When we create an energy jail, we often do it because we think it protects us from getting hurt. These jails may stay dormant for a long time if that is what we have programmed them to do, only to become active when we call them forth for our ‘protection’, creating difficulties.

Discovering if we have created one of these energy jails is not always simple. Many times it’s possible to set internal alarms so we cannot even get close to understand and see what we have created because of the pain. If we do attempt to see it may feel as if we had a physical fight after an encounter with the jailer self. In our resistance, we may become ill, have muscle soreness in the body, become depressed or any number of diseases may manifest. Many of us have become experts in giving ourselves self-punishment. Many may be addicted to that painful emotional and physical cycle. We then run to the doctor or to the healer because of the problem.

Do you live in an energy jail? To see what you have created try this: Take some time to relax. Find a place and time you wont be disturbed. Begin to breathe deeply, use equal breath. After a few minutes, when you feel your mind and body becoming relaxed, ask yourself: “What do I really believe about myself?” “What do I deserve?” You can search deeper by asking what changes could I make in my life and why?” Always remember change is a choice! You are your best healer."


Kanta Jacob Katz Ph.D





Ligação para o artigo completo: http://wakeup-world.com/2012/02/22/belief-systems/

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

O Poder do Coração!

Deixo aqui dois vídeos curtos e instrutivos sobre o Poder do Coração. É interessante ver a Ciência Experimental começar a mergulhar num campo que é de referência em Ciência Contemplativa!

Desfrutem e... Força no Coração!



sábado, 18 de fevereiro de 2012

"Marcha da Tirania"

Aqui esta uma imagem de um cartoonista Norte-americano, Ben Garrison, que a meu ver retrata na perfeição a realidade da maioria das "democracias" ditas evoluídas! No caso de Portugal em vez de Republicanos e Democratas, teríamos PSD-CDS e PS.

(Créditos da imagem parao autor Ben Garrison, in http://garrisongraphics.blogspot.com/2010/08/march-of-tyranny.html)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

(Novos Rumos) Sobre o post "anterior"...

No decurso do “post” anterior e no contexto de uma discussão saudável e, acima de tudo, importante. Acabei por chegar à reflexão que abaixo transcrevo.

Luz e Abraço, minha Gente!




Primeiro quero referir que vejo um “certo” interesse em colocar as nações umas contra as outras. Reconhecer isso deve ser o foco principal dos europeus e cidadãos do mundo em geral neste momento, tem que haver muita lucidez da parte de cada pessoa.

Em relação ao Keiser, especificamente, sinto alguma histeria colocada nas suas declarações que me parece ridícula, irresponsável, e só não a chamaria tendenciosa porque ele menciona abertamente a ligação de governantes alemães à G&S.

Reconhecendo que há aspectos desta declaração sobre os quais não tenho um conhecimento de causa suficiente, o que quero deixar claro é que o seu teor geral, a meu ver, é uma análise óbvia e que requer o tal exame lúcido. Basta olhar para o que aconteceu na Argentina há uns anos atrás, porque é quase um “remake”: destruiu-se o país economicamente (partindo de certas carências estruturais, é verdade), para depois se tomar de assalto e privatizar tudo o que dava (ou poderia dar) lucro, como por exemplo a transportadora aérea nacional. Também se argumentava (absurdamente) que os argentinos eram todos calões, lascivos, desorganizados, etc, e independentemente das tais carências que apontei, acima de tudo foram canibalizados pelo FMI e seus acólitos. Aliás uma prática que minou a América Latina durante décadas e da qual aqui na Europa pouca gente quis saber. Porquê? Porque os europeus não se sentiam lesados! E quando é que mudou? Bem, é que parece claro que o “teatro de guerra” mudou de lugar e agora estamos todos muito indignados com as atrocidades financeiras cometidas por alguns grupos económicos só porque já são sentidas na pele!

De minha parte não demonizo os alemães, e só posso falar por mim, aliás oponho-me a isso, acho estupidez e uma tremenda inconsequência! O que sinto é que estão PERIGOSAMENTE mal governados por um grupo de pessoas ou incompetentes ou claramente ligadas aos interesses das grandes multinacionais que operam por detrás do FMI, e isto é um facto, não é uma teoria de conspiração. Mas mais do que isso, acho que o povo alemão devia tomar uma posição em relação a isso, porque desta vez não é como das anteriores (refiro-me às Grandes Guerras), têm informação suficiente para deter as pessoas que supostamente representam os seus interesses e que basicamente estão a causar grandes danos a TODOS, inclusive a eles próprios, porque a continuar teria sérias repercussões.

Sobre a Grécia, da mesma maneira que não demonizo os alemães também não beatifico os gregos, pelo contrário, pelo que percebi, também acho que havia ali privilégios absurdos (como por cá). Mas quando se chega a uma altura em que se sente claramente que a sua nação está sob ocupação, o que esperar!? Então passa-se do oito ao oitenta e espera-se que as pessoas fiquem calmas e serenas? Não me parece. Se houvesse interesse em recuperar a Grécia, e isso é viável, tal intenção seria expressa em medidas construtivas e não em programas que só enterram cada vez mais o país! Além disso a situação deles só chegou a este estado depois do colapso dos bancos que foram prontamente salvos em detrimento dos estados que pelos vistos podem coplapsar sem que isso seja minimamente problemático! O que acho é que os gregos, tal como os alemães (nós, e todos) devem fazer um mea culpa, ou melhor, assumir a sua responsabilidade individual, não aceitar medidas que os colocam num buraco sem saída, mas admitir que permitiram, por ignorância ou comodidade que as coisas chegassem a tal ponto. A partir daí trabalhar em torno de medidas construtivas que até se sabe quais são e não assentam única e exclusivamente no perdão das dívidas!

Em suma, alemães, gregos, portugueses, americanos, todos têm responsabilidades, não há bons nem maus. Sabemos de onde vem a ameaça, é de um capitalismo completamente desregulamentado, completamente desumanizado, que praticamente só serve os interesses de círculos económicos que pretendem substituir os Estados e estão perfeitamente identificados. Defendo uma solução semelhante à da Islândia, tomando em consideração as tais diferenças dimensionais e culturais:
  • Criação de governos regionais semi-autónomos que exploram os seus melhores potenciais, vivendo essencialmente disso;
  • Imediato e progressivo investimento em Energias Limpas e Alternativas, culminando em programas de autonomia energética das nações (o que facilita a implementação do processo anterior);
  • O mesmo para a Alimentação, reforçando-se programas de agricultura e pescas que acabem com a especulação financeira ao nível da alimentação procurando apenas garantir que todos têm igual direito a comida;
  • Reforço QUALITATIVO da Educação para promover e reforçar uma maior e melhor participação popular nas decisões regionais e estatais;
  • E adaptar as populações a uma realidade inevitável, o emprego nunca vai aumentar, só vai diminuir, porque a tecnologia está a criar uma automatização que diminui drasticamente a acção humana em termos de números, e para não haver caos na transição tem que se proceder a uma desvalorização do dinheiro, criar novos critérios económicos que, acima de tudo, não assentem numa deificação do lucro.
Dentro das minhas capacidades e conhecimentos, acho que até poderia escrever mais e melhor, mas pá, foi o que me saiu! Acima de tudo, acho que é um principio, porque sei que há muita gente a pensar nestes moldes, o que é já parte de um processo de concretização.

Joel

Concretizar a Mudança: vamos agir?

Deixo à atenção de quem quiser ver, ouvir e reflectir:



Não me revejo no histerismo com que a mensagem é transmitida, mas concordo com o teor geral porque, de resto, é óbvio.

Acho que estamos num momento em que cada um e cada uma deve assumir a sua responsabilidade individual: os portugueses devem tomar conta do seu país, limpá-lo de corruptos e grupos de interesse; os gregos o mesmo e talvez começar a trabalhar mais e a falar menos; os alemães, ao contrário do que aconteceu na II Grande Guerra, já não têm desculpas e podem impedir o seu (des)governo de mais uma vez fazer merda da grossa, até porque no final sobra sempre o pior para eles... etc... etc... etc...

Quanto às "grandes" empresas, porque não me parece que isto seja um conflito entre países, o que me parece é que se quer que nisso se torne, o que se sabe de um tumor é que se prolifera até destruir por completo o corpo de que se alimenta, culminando na sua própria extinção...

As alternativas existem, são concretas, estão prontas a ser aplicadas nos domínios da Energia, Saúde, Educação e próprio modo de Governação. Independentemente de questões dimensionais e culturais, até temos um caso prático de sucesso, refiro-me à Islândia, basta que cada pessoa investigue por si.

Pensemos, sintamos e tomemos acção, positiva e construtivamente!

Bem sei que ninguém me perguntou nada, mas hoje ocorreu-me dizer algo à janela!

Tudo de bom!

Luz e Abraços

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Sobre o "sucesso"...


(foto que encontrei no facebook e cuja autoria desconheço, mas que ainda assim seguem daqui os devidos créditos)

Uma visão "sóbria" do "2012"

Vou partilhar uma entrevista que gostei de ler sobre esta questão do ano de 2012. Diria que acima de tudo, prima pela sobriedade.


Boa Leitura, Muita Luz, e Bom Coração!




'Profecía del 2012 será sobre crisis de conciencia': Fernando Malkún

El experto en cultura maya explica lo que escribió esta civilización sobre el próximo año.

Hace quince años, Fernando Malkún, barranquillero de origen libanés, dejó la arquitectura que había estudiado en la Universidad de los Andes, y a la que se había dedicado casi una década, para responderse preguntas que se le atravesaron en su vida. Durante ese recorrido se encontró con la cultura maya y se dedicó por completo a su estudio. Hoy es un experto en el tema, con reconocimiento internacional, y se mantiene de viaje por el mundo explicando el mensaje que esa civilización dejó para los seres humanos.

¿Los mayas dijeron que se iba a acabar el mundo en el 2012?

Se está generando un pánico colectivo absurdo aduciendo que ellos habían anunciado que el mundo se acabaría en diciembre del 2012. No es cierto. Los mayas nunca usaron la palabra fin. Sí anunciaron un momento de cambio, de gran aumento de la energía del planeta, lo que vendría a causar 'eventos destino', es decir, definitivos, en la gente.

¿Cuándo va a pasar esto?

No va a pasar: está pasando. Solo que las personas no están juntando todas las piezas del rompecabezas para verlo. Pero estamos en una ola de cambio como nunca.

¿En qué se percibe, según lo dicho por los mayas?

La profecía anunció que el planeta elevaría su frecuencia vibratoria, lo que es un hecho: esta frecuencia -que se mide con la resonancia Shumann- pasó de 8 a 13 ciclos. Todos los planetas del sistema solar están cambiando. De 1992 a hoy, los polos de Marte han desaparecido un 60 por ciento y Venus tiene casi dos veces más luminiscencia. Llevamos 300 años registrando el Sol, y las tormentas solares más grandes han sucedido en los últimos seis meses. Ha habido un aumento de terremotos del 425 por ciento. Todo está acelerado desde los puntos de vista geofísico y solar. Nuestro cerebro, que irradia sus propias ondas, se afecta por esta mayor irradiación del sol. Esa carga electromagnética es la razón de que sintimos el tiempo más rápido.

Habla de 1992. ¿Por qué ese año?¿qué pasó ahí?

La esencia de las profecías mayas es comunicarnos la existencia de un ciclo de 26 mil años, llamado 'el gran ciclo cósmico'. Todo, estaciones, meses, días, se ajusta a ese ciclo. Hace 13 mil años, el Sol -igual que ahora- irradió más energía sobre el planeta y derritió la capa de hielo. Esa capa cayó al mar, subió su nivel en 120 metros y sucedió el llamado 'diluvio universal'. Los mayas dijeron que cuando el sistema solar esté otra vez a 180 grados de donde estaba hace 13 mil años, la estrella polar brille sobre el polo, la constelación de Acuario aparezca en el horizonte y el tránsito decimotercero de Venus se dé -lo que sucederá el 6 de junio del 2012- el centro de la galaxia pulsará y habrá manifestaciones de fuego, agua, tierra, aire. Y hablan, en específico, de dos periodos de veinte años -de 1992 a 2012 y de 2012 a 2032- de cambios intensos.

¿Para qué lo anunciaban?

La cercanía a la muerte hace que la gente repiense su vida, la examine y corrija la dirección que lleva. Esto es algo que ocurre solo si algo cerca a ti, o que te pasa directamente, te impacta tremendamente. Es lo que ha sucedido con los tsunamis, los terremotos, los eventos de la naturaleza que estamos viviendo.

Entonces, sí hablan de muerte.

Hablan de un cambio, de un despertar de la conciencia. Todo lo que está mal en el planeta se está potenciando con el objetivo de que la mente humana se dedique a resolverlo. Hay una crisis de conciencia individual. La gente está viviendo 'eventos destino', sea en sus relaciones, en sus recursos, en su salud. Es un proceso de cambio que se basa sobre todo en que se está develando lo invisible, y está afectando en especial a la mujer.

¿Por qué a la mujer?

La mujer es quien tendrá el poder de crear la nueva era, por su mayor sensibilidad. Según las profecías -no solo mayas, sino muchísimas-, la era que viene es de armonía y espiritualidad. Las cosas que están mal se van a resolver en el periodo que los mayas llamaron 'el tiempo del no tiempo', que irá de 2012 a 2032. Desde 1992, el porcentaje de mujeres que ven el aura (seres sanadores) en el planeta ha subido. Hoy, es del 8,6 por ciento. Imagínate que en 2014 sea el 10 por ciento. Significaría el inicio de un periodo más transparente. Esa sería la dirección hacia el cambio no violento.

Pero lo que uno ve hoy es un aumento de la agresividad...

Las dos polaridades están intensificadas. Están abiertos ambos caminos, el negativo, oscuro, de destrucción, de enfrentamiento del hombre con el hombre; y el de crecimiento de la conciencia. Hay varias voces que están poniendo a reflexionar al ser humano respecto de esto. Desde 1992, la información vedada de los gnósticos, los masones, los illuminati, está abierta para que se utilice en el proceso de cambiarse a sí mismo.

¿Todo esto lo dejaron escrito los mayas, así de específico?

No hasta este punto. Ellos dijeron que el sol iba a modificar las condiciones del planeta y que generaría 'eventos destino'. El sol ha roto todos los récords este año. Los terremotos han aumentado el 425 por ciento. El cambio de temperatura es muy intenso: del 92 para acá ha subido casi un grado, lo mismo que subimos en los 100 años anteriores. Antes, había 600 o 700 tormentas eléctricas simultáneas; hoy se presentan dos mil. Antes se registraban 80 rayos por segundo, hoy caen entre 180 y 220.

¿Cómo sabían ellos que iba a pasar esto?

Tenían una tecnología extraordinaria. En sus pirámides había altares desde donde estudiaban el movimiento del sol en el horizonte. Producían gráficas con las cuales sabían cuándo habría manchas solares, cuándo sucederían tormentas eléctricas. Fue un conocimiento que recibieron de los egipcios, que, a su vez, lo recibieron de sacerdotes sobrevivientes de la Atlántida, la civilización destruida hace 13 mil años. Los mayas perfeccionaron el conocimiento y fueron los creadores de los calendarios más exactos. Uno, llamado 'la cuenta larga', termina el 21 de diciembre de 2012, y marca el punto del centro exacto del periodo de 26 mil años. Sabían que vendrían estos cambios y lo que hicieron fue darle esta información al hombre del 2012.

¿Estos cambios solo han sido planteados por ellos?

Todas las profecías hablan de lo mismo. Las hindúes, por ejemplo, anuncian el momento de cambio y hablan de la llegada de un ser extraordinario. Los mayas nunca hablaron de un ser extraordinario que viniera a salvarnos, sino de crecer en conciencia y asumir nuestra responsabilidad.

¿Y si uno no cree en eso?

Creas o no, lo vas a sentir en tu interior. En este momento, la mayoría está viviendo un tiempo de evaluación de su vida. ¿Por qué estoy aquí, qué está pasando, para dónde quiero ir? Basta mirar el crecimiento de la búsqueda de espiritualidad, no de religiosidad, porque la religión no le está dando respuestas a la gente.

¿Su vida personal cambió?

Hace quince años. Era tremendamente materialista. Mi conducta hoy es muy distinta. Me pregunté por qué estaba aquí, para qué, y por razones especiales terminé metido en el mundo maya. Y puedo afirmar que no se trata de falsas creencias para remplazar por falsas creencias. Yo me quité muchas historias de mi mente, aunque aún sigo en el tercer nivel de conciencia, que es el que predomina en el planeta.

¿Quiénes están más arriba?

Hay personas que están en un nivel 4 o 5. Son las menos famosas, de bajo perfil. En un viaje me encontré a un jardinero extraordinario, por ejemplo. Esos seres están en servicio permanente, afectando la vida de muchas personas, pero no de manera pública.

¿Qué tenemos que hacer, según esta teoría?

El universo nos está dando una oportunidad individual para reestructurar nuestras vidas. La manera de sincronizarnos es, primero, no tener miedo, darnos cuenta de que podemos cambiar nuestra conciencia. La física cuántica ya lo ha dicho: la conciencia modifica la materia. Lo que significa que tu vida depende de lo que tú pienses. La distancia entre causa y efecto ha disminuido. Hace veinte años, para que se manifestara algo en tu vida, necesitabas gran energía. Hoy, piensas algo y a la semana está sucediendo. Tu mente lo causa. Lo que debemos es buscar las respuestas, que están ahí.

MARÍA PAULINA ORTIZ
REDACCIÓN EL TIEMPO